Vox Patriae

Junho 28 2010

 

Os jogos dos oitavos de final do Campeonato Mundial de Futebol de ontem (Argentina vs México e Alemanha vs Inglaterra) foram marcados pela polémica em torno das arbitragens. Para mim, os resultados são indiscutíveis, face ao desempenho das equipas que passaram aos Quartos de Final (Argentina e Inglaterra). Todavia, tais vitórias ficarão sempre manchadas por erros crassos de arbitragem, em seu favor.

A Argentina beneficiou de um golo marcado em claro fora-de-jogo, ao tempo que a Inglaterra não viu ser validado um golo, da autoria de Lampard, em que a bola esteve claramente dentro da baliza.

Todos sabemos que o erro faz parte do jogo, mas numa competição com a solenidade e relevância do Mundial estas situações são inadmissíveis. Nem sequer o puro amadorismo pode explicar o que se passou, nos jogos de ontem.

 

Tudo isto levanta, de novo, a questão da utilização das novas tecnologias no futebol...

Não percebo a intrasigência dos órgãos competentes quanto a esta medida. À imagem de outros desportos, porque é que o árbitro de um jogo de futebol não pode recorrer a imagens, através do seu quarto árbitro? Porque é que não existe um chip na bola, que indique quando esta entra na baliza? Porque é que não se facilita a vida ao árbitro, no fundo?

Durante dois anos fui árbitro de futebol e sei, por experiência, a preciosa ajuda que qualquer novo mecanismo traz à justiça desportiva. E se é certo que muitas vezes um erro passa despercebido, também é certo que tantas outras vezes é determinante para o resultado final.

 

Aguardemos que a FIFA fique sensibilizada com o que se passou ontem. Eu cá fiquei chocado.

publicado por André S. Machado às 11:04

Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em seu blog que bom!
grande pene a 29 de Junho de 2010 às 16:03

Um blog de André S. Machado
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9

13
14
15
16
17
19

21
22
23
26

27
29


Ligações
Pesquisa
 
blogs SAPO