Vox Patriae

Setembro 11 2009

Agosto é mês de descanso e repouso para muitos… Nas faculdades, silêncio; Na política, a chamada “silly season”, que este ano é menos clara, com as eleições à porta e as normais nomeações e adjudicações de última hora, a que já nos habituámos e continuamos a criticar, sem nada fazer; Na Economia, o “boom” do turismo, principalmente no Algarve, rebaptizado “Allgarve” pelo ex-ministro, Manuel Pinho.

 
Para nós, estudantes do ensino superior, é um mês sem livros e sem preocupações académicas, mas a vida não pára e, em tempos difíceis como os que vivemos, importa reflectir sobre este curioso hábito de suspender tudo e qualquer coisa, neste ocioso mês de Verão…
 
O país vive tempos complicados e as famílias sentem os reflexos, principalmente as famílias da classe média. Nas férias, surge um recurso fantástico que escasseia de Setembro a Junho/Julho e que pouco valorizamos: Tempo! A praia, as piscinas, as festas e os amigos… Tudo isso é importante e indispensável e, durante as férias, temos todas as oportunidades e podemos aproveitá-las, na sua grande maioria. Mas quem já não sentiu aquela sensação de inquietude e, de certa forma, de falta de um certo ritmo na vida quotidiana? De Junho/ Julho a Setembro vão muitos dias e, lá está, muito tempo disponível para organizar e aproveitar. Por isso, o apelo que deixo neste artigo é o de que, em férias, se pense no que se pode fazer, com um pouco de disponibilidade do recurso tempo e nos resultados de um maior investimento em nós próprios que, em tempo de aulas, não podemos realizar:
 
Trabalhos de Verão: Uma excelente forma de ganhar experiência profissional e amealhar boas poupanças. É certo que a imensa maioria dos trabalhos de verão são algo precários e, em geral, mal-pagos, mas recordo que Tony Blair, um dos mais influentes personagens da realidade política internacional, trabalhou, em tempos, como empregado de mesa. Por um lado, adquire-se experiência profissional, enriquecedora de curriculum e de uma bagagem importante no relacionamento com o mercado de trabalho; por outro lado, com os recursos financeiros resultantes deste esforço, pode-se ajudar a família, investir esses fundos, ou mesmo gastar numas férias ainda mais recheadas de experiências e vivências!
 
Cursos de Verão: Uma excelente forma de enriquecimento curricular, que, por norma, as faculdades oferecem, em período pós-frequências do segundo semestre. É um investimento importante em nós próprios, que nos confere mais experiência, maior bagagem curricular, mais espírito de trabalho e mais responsabilidade. Informem-se junto das vossas faculdades e participem nestes importantes momentos de enriquecimento e valorização pessoal!
 
Voluntariado/Associativismo: Porque não aproveitar estes meses, também, para contribuir para a comunidade (local ou nacional), através de acções de voluntariado ou de uma ajuda nas associações a que pertencemos? Através do voluntariado, ganha-se mais curriculum e mais experiência em áreas tão diversas como o ambiente e natureza ou artes e espectáculos. Recordo, também, que como voluntários, podemos desfrutar de festivais de música, abundantes nestes meses, conciliando prazer e trabalho.
 
Estes três vértices são, a meu ver, as oportunidades fundamentais e mais interessantes para um jovem estudante universitário… Em cada uma destas áreas, ganhamos importantes instrumentos de trabalho e investimos no recurso mais rentável que existe: nós próprios.
 
Repito, vivemos tempos difíceis. Muitos colegas vivem sérias dificuldades e estudam com aproveitamento num enorme esforço e sacrifício das suas famílias. Portugal está no estado que todos conhecemos. Já se tornou um chavão dizer que nós somos o futuro, mas não deixa de ser verdade.
 
Apostemos em nós, porque não há melhor resultado que aquele que parte de um trabalho e de um esforço que tem o nosso cunho e a nossa assinatura. É esta exortação que deixo a todos os colegas, por um imperativo de respeito por um país que precisa de nós!
 
 
Publicado em Expresso Online - Blog RGA
publicado por André S. Machado às 14:17

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Um blog de André S. Machado
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

14
15
18

20
21
22
25

29
30


Ligações
Pesquisa
 
subscrever feeds
blogs SAPO