Vox Patriae

Outubro 14 2009

Natalidade volta a cair nos primeiros nove meses do ano

 

Já escrevi sobre isto e acho que estou condenado a estar sempre a falar do mesmo...

O problema da fraca natalidade não é uma questão secundário... É um problema estrutural do país!

A não renovação das gerações, resultante destes fracos índices, afecta directamente toda a estrutura social e económica. Atente-se, a título de exemplo, na questão da segurança social: Se daqui a uns anos não houver quem trabalhe e desconte, quem vai pagar as reformas? E isto não fica por aqui... A cultura e as tradições do nosso país estão, também em risco: Repare-se que os imigrantes vivem e trabalham (pelo menos alguns) por cá, mas também têm direito a ter os seus filhos e a sua família... Daqui a nada isto é uma mescla de culturas de leste, com africanas, com um forte toque asiático e sotaque do Brasil.

 

Não é admissível que os responsáveis políticos fechem os olhos a esta realidade!

Políticas de família são absolutamente necessárias. É um imperativo e quase um desígnio nacional apoiar a constituição da família, núcleo fundamental e pilar estruturante de toda a sociedade.

 

Ingénuo, talvez, espero que o próximo governo preste mais atenção aquilo que é importante...

publicado por André S. Machado às 18:13

Outubro 14 2009

 

O tema "cor-de-rosa" do dia foi o vídeo de Maitê Proença, em que ridiculariza Portugal e em que aparece a rir às bandeiras despregadas das histórias parvas que foi contando nesse trabalho estúpido.

 

Já se conhecia muito de Maitê, aliás mais do que se devia, mercê de muitos trabalhos mais "arrojados" da actriz. Não se conhecia era esta faceta, que surpreendeu muitos portugueses que seguem a sua carreira.

 

Não sou fã de novelas brasileiras, nem conheço bem o trabalho da senhora, mas uma coisa sei... De certeza que o povo português não merecia este tipo de insulto. Quem faz novelas e escreve livros que têm tanto acolhimento no público português, só pode ser atrasado mental ao ponto de ofender desta forma tanto do que nos é mais querido.

 

Vi, há pouco, o pedido de desculpas. Não chega. Não satisfez. Quero lá saber se o avô dela era português! Se era, deve estar bem contente, onde quer que esteja, com a triste figura da neta.

Faltas de respeito como esta são intoleráveis. Sinceramente, e porque me torno mais radical quando está em causa a imagem do país que tanto amo, o melhor era mesmo boicotar os livros e as novelas da senhora, por cá...

publicado por André S. Machado às 00:48

Um blog de André S. Machado
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16

19
20
21
23

27
28
29
30


Ligações
Pesquisa
 
subscrever feeds
blogs SAPO