Vox Patriae

Outubro 18 2009

Saramago afirma "Bíblia é manual de maus costumes"

 

O quê?

Mas que cruzada anti-Igreja é esta que Saramago quer encabeçar?

Este pobre ateu diz o que diz porque acha que o Nobel lhe dá livre-passe para dizer toda a porcaria que lhe vem à cabeça. Outra desculpa só pode ser a senilidade, de que já não duvido!

 

Afirmações de uma gravidade deste nível não podem passar assim, impunes... Haja alguém que se revolte contra este tipo de imbecilidades!

publicado por André S. Machado às 21:16

Só quem nunca leu a Bíblia pode afirmar que "Afirmações de uma gravidade deste nível não podem passar assim, impunes... Haja alguém que se revolte contra este tipo de imbecilidades!"

O que o Saramago disse é tão-só a constatação de um facto. Antes de se chamar senil a Saramago, pegue-se na Bíblia e leia-se!
André Benjamim a 18 de Outubro de 2009 às 22:16

O que está em causa é o respeito pelas pessoas, pelas instituições, por convicções.
As declarações de Saramago são de alguém que já esquecido pelo tempo, tenta voltar à ribalta.
Golpe de marketing muito mal conseguido.

Assim se vê a diferença entre a Esquerda e a Direita. A Esquerda quando não concorda parte para a ofensa e para o desrespeito, exemplo disso são as manisfestações contra as Touradas, as acusações que fazem à igreja, entre outras.

Eu sou contra o aborto e não vou para as portas das clinicas ofender quem o pratica. Sou contra o casamento homossexual e não vou para a rua manifestar-me. A Esquerda não é dona da razão, que fique bem claro. Nenhum lado é dono da razão.

Saramago pensa que é dono da razão e não pratica um principio básico de cidadania, o RESPEITO pela diferença.
Tenho amigos meus ateus que não concordam com as declarações desse senhor e que teve um péssimo sentido de oportunidade.

Ele que volte para as Canárias e fique lá o resto dos seus dias.
Os Portugueses agradecem a Espanha por acolherem tal personagem.

Dito por um Português de Direita, Monárquico e Respeitador,

Frederico Sapage Pereira
Frederico Sapage Pereira a 20 de Outubro de 2009 às 11:27

Adenda: Nunca li a Biblia (sou catolico não praticante), mas já li Saramago (Memorial do Convento). E sinceramente não gostei. Só para dizer que critico mas tenho conhecimento de causa ;)
Frederico Sapage Pereira a 20 de Outubro de 2009 às 11:35

Sinceramente não concordo nada contigo.
A Igreja Cristã Católica usa e abusa da Bíblia para seu melhor proveito. O mesmo faz a Igreja Cristã Protestante com a sua, por exemplo. Não estou com isto a dizer que o faz mal, simplesmente quero exprimir que, perante um tão semelhante conteúdo (porque em boa verdade elas são, para todos os efeitos, bastante semelhantes: mais uns, menos outros, os livros nela constantes), várias interpretações são dadas e podem ser auferidas.
O Saramago deu a sua opinião e, a meu ver, demasiada polémica gerou-se em torno de algo que não tinha, em bom rigor, tanto que o justificasse (pelo menos, que justificasse tão grande mediação). Não respeitar a opinião de Saramago será, isso sim, para mim, desrespeitar a liberdade de opinião e expressão que ele tem. Com toda esta polémica em torno deste novo best seller, a verdade é que, mais uma vez, a INSTITUIÇÃO Igreja Católica, consegue levar a sua avante: colhe alarido e mediação, chama mais uma vez à atenção no meio de uma sociedade que cada vez mais se assume como descrente ou não praticante, mas a única coisa que consegue por certo fazer, é aumentar o número de vendas para o Nobel.
A Bíblia é susceptível de todas as interpretações que dela quiser o homem retirar. Saramago retirou a dele e com os argumentos que invocou escreveu o romance que quem já o leu, por certo, o terá apreciado à sua maneira. Ao contrário do Frederico, eu já tive a oportunidade para ler uns quantos livros dele. Este não é excepção da sempre presente crítica institucional, social, cultural, política etc. etc., tão típica do autor. É, digamos, algo de inalheável, inalienável na filosofia de Saramago, em todas as suas obras e subjacente em todos os seus (extensos) parágrafos. Não é seguro nem certo o entendimento sobre certos episódios bíblicos: demasiado metafóricos, indetermináveis talvez, e que, dada a amplitude que revestem, por certo ponderada a análise tópica dos mesmos, o entendimento permaneça na penumbra. A Bíblia sempre foi o maior e mais hábil instrumento utilizado por, pelos, e para os homens. Disso penso que ninguém duvida. Mas agora, que dela só um sentido pode ser retirado, tenho sérias dúvidas; ainda por cima se tivermos em conta que a obra não é resultado de um único autor, de uma única época, nem descritiva de uma única situação factual de qualquer realidade de outrora. É que, se continuarmos a extrapolar mais argumentos para esta sequência, poderíamos (e podemos) chegar ao ponto de colocar em causa a veracidade de quase todos os factos e citações bíblicas, maxime no Antigo Testamento. [E chegando agora ao cerne da questão e da minha opinião.] No seio desta panóplia de contradições, dúvidas, indeterminações e incertezas, como é que pudemos categoricamente da Bíblia extrair um cânone, uma única direcção ou sentido. Não será arrogância bruta? A ponderação e razoabilidade leva-me a crer que tal não é possível. Quem é que se arroga, afinal, no direito de saber o que está verdadeiramente por detrás da Bíblia, dos seus livros e evangelhos? Acho que, isso sim, seria uma atitude arrogante. E é neste ponto (arrogância) com que tanta gente injecta Saramago com críticas que reside um pormenor. É que a diferença entre Saramago e a Igreja reside no seguinte: enquanto Saramago dá a sua livre opinião sobre a Bíblia, a Igreja Católica manipula-a no sentido que bem lhe aprouver, qual pastor fiel para os seus carneiros, num extremo abismal de considerar incontestáveis as suas interpretações. E então eu pergunto, quem é, então, o verdadeiro arrogante.
Quando alguém pretende esgotar não só o conteúdo como o escopo de um livro sagrado desta importância numa mera definição ou ideia, classificatória ou não, algo de errado, a meu ver, se passa.
A minha modesta opinião
Maria Rebelo (cristã ;))
Maria Rebelo a 31 de Outubro de 2009 às 00:01

Um blog de André S. Machado
Outubro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

16

19
20
21
23

27
28
29
30


Ligações
Pesquisa
 
blogs SAPO